Enfermagem Solidária reativa atendimento aos profissionais de Enfermagem

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) reativou, neste sábado (30/01), o programa Enfermagem Solidária. O serviço foi reativado em decorrência do estresse vivenciado pelos profissionais do Amazonas após a situação sanitária na região se agravar. O canal também está disponível para os profissionais de Enfermagem de todos os estados.

A iniciativa, coordenada pela Comissão Nacional de Enfermagem em Saúde Mental do Cofen, tem a participação de enfermeiros especialistas, mestre e doutores em Saúde Mental, que oferecem apoio aos colegas da linha de frente por meio de chat, disponível no hotsite Juntos Contra Coronavírus.

A família é a maior preocupação na linha de frente da covid-19, revelam voluntários do programa. Pioneiro, o programa foi criado em março, logo no início da pandemia, e havia finalizado em ciclo em 20 setembro, após o surgimento de outros canais de atendimento.

“Os profissionais de Enfermagem estão sofrendo emocionalmente por falta de material, mortes de inúmeros colegas e estamos aqui para abraçá-los. Nós, do Enfermagem Solidária, somos Enfermagem atendendo a Enfermagem, pois conhecemos a dor e o sofrimento destes profissionais”, afirmou a coordenadora da Comissão, Dorisdaia Humerez.

Fonte: Ascom – Cofen

Abraçar a Enfermagem

PARTICIPE DO MOVIMENTO 🫂
Profissionais do Brasil inteiro contam com o seu apoio e reconhecimento, principalmente quando o assunto é valorização. Diversas equipes espalhadas pelo país trabalham com recursos escassos, longas jornadas de trabalho e salários incompatíveis com a realidade. Chegou a hora de retribuir os esforços feitos pela Enfermagem para salvar milhões de pessoas durante a pandemia!

FAÇA PARTE DESTA CORRENTE!

Participe do movimento Abrace a Enfermagem, replicando o gesto do abraço em foto nas suas redes sociais e compartilhe a hashtag #ABRACEAENFERMAGEM. Profissionais do país inteiro contam com a sua contribuição!

Abraçar a Enfermagem é reconhecer a importância da categoria para a saúde do Brasil. Saiba mais sobre a campanha em www.abraceaenfermagem.com.br

EDITAL ELEITORAL Nº. 03/2020

EDITAL ELEITORAL Nº. 03/2020

               O Presidente da Comissão Eleitoral do Conselho Regional de Enfermagem do Estado do Acre, Enfº Daniel Gustavo Nascimento de Oliveira, Coren-AC nº 150.416, nomeado pela Portaria Coren nº 041 de 17 de Fevereiro de 2020, publicada em D.O.E em 17 de Fevereiro de 2020, no uso de suas atribuições legais, em atendimento ao disposto no art. 38 da Resolução – COFEN nº 612/2019 apresenta a relação nominal dos integrantes da chapa eleita dos Quadros I, II e III para o triênio 2021/2023.

CHAPA I – Quadro I

Efetivos:

• João Batista de Lima, COREN/AC nº 108.955-ENF.
• Jebson Medeiros de Souza, COREN/AC nº 95.621-ENF.
•    Lourenço de Azevedo Vasconcelos, COREN/AC nº 402.451-ENF.

Suplentes:
•  Pablo José Custódio Bezerra da Silva, COREN/AC nº 182.931- ENF.
• Emílio Lavoisier Maciel Bezerra, COREN/AC nº 282.641-ENF.
•   Yonara Pereira Gaio, COREN/AC nº 146.840-ENF.

CHAPA I – Quadro II e III

Efetivos:
• Antônia Suely Silva de Almeida, COREN/AC nº 263.049 – TEC
• Maria de Fátima Lopes da Silva, COREN/AC nº 388.796 – TEC.

Suplentes:
• Jocé Eneida de Araújo Vieira COREN/AC nº 324.044 – TEC
• Francisco Aguinaldo Cláudio Martins COREN/AC nº 365. 055  – TEC.

Rio Branco-Acre, 17 de Novembro de 2020.

Daniel Gustavo de Oliveira

COREN-AC 150.416
Presidente da Comissão Eleitoral

(Original assinado)

Pesquisa Nacional!

Com o objetivo de compreender as práticas de Enfermagem, cenários de atuação e perfis de enfermeiros e enfermeiras do Brasil, o @cofen_oficial e a @unb_oficial em parceria com o Conasems, @conassoficial, Abefaco e @opspaho realizam a pesquisa nacional “Práticas de Enfermagem no contexto da APS”.

Resultados contribuirão para regular a profissão e subsidiar gestores na elaboração e implementação de políticas públicas.

Se você é enfermeira ou enfermeiro da APS e/ou da ESF, acesse o Portal Conasems e participe!

COREN ACRE FAZ DOAÇÃO DA SEGUNDA REMESSA DE MÁSCARAS AOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM.

Após a chegada do segundo lote de máscaras Modelo PFF 2 da marca 3M, compradas e doadas aos regionais pelo Conselho Federal de Enfermagem para ajudar os profissionais que estão na linha de frente ao combate da Covid-19.
No dia de hoje 05/05/2020, o presidente do Coren/Ac Dr Màrcio Raleigue Lima Verde juntamente com os conselheiros do Regional Dr João Batista de Lima, Dr Lourenço Vasconcelos e a Sra Antonia Suely de Almeida , realizaram a doação das máscaras as seguintes instituições:
– Maternidade Bárbara Heliodora;
-Hospital da Criança;
-Upa Cidade do Povo;
-Upa Franco Silva;
-Policlínica do Tucumã.

Ler mais

COREN ACRE FAZ DOAÇÃO DE MÁSCARA AOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM.

Após recebermos a primeira remessa de máscaras PFF2 modelo 3M do Conselho Federal de Enfermagem, o presidente do conselho Dr. Márcio Raleigue Lima Verde, juntamente com o presidente da Comissão de Gestão de Riscos o Conselheiro Federal Dr. Adailton Cruz e os conselheiros do Regional Dr. João Batista e Lourenço Vasconcelos começaram nesta manhã do dia 23/04 a fazer a entrega do produto aos profissionais de enfermagem.

Ler mais

A ENFERMAGEM CONVIVENDO COM A PANDEMIA DO COVID- 19

A enfermagem é universal e sua importância para a humanidade é sem dúvida, primordial. Por sua grandeza, nesse momento de crise do covid-19, o mundo todo se convence da celeridade incondicional da ciência, por outro lado, percebe-se a competência necessária da enfermagem frente à pandemia.
O profissional de enfermagem exerce suas atividades com competência para a promoção do ser humano na sua integralidade, de acordo com os princípios da ética e da bioética, amparados na Lei nº 5.905, de 12 de julho de 1973, do Conselho Federal de Enfermagem do COFEN, Art. 1º – Exercer a enfermagem com liberdade, autonomia e ser tratado segundo os pressupostos e princípios legais, éticos e dos direitos humanos.
Os enfermeiros pautados nos referidos princípios e com foco no cuidado, vem
proporcionando assistência aos pacientes infectados com o coronavírus, além de
dispensar informações inerentes ao tema. O cuidado e a competência do profissional
enfermeiro nas diversas áreas, torna-se uma ferramenta valorativa de trabalho
importantíssimo para que o profissional possa intervir terapeuticamente.
Os conhecimentos pertinentes à profissão, capacitação técnica científica e pós
graduação, permitindo excelência na execução de suas ações, promovendo segurança as pessoas assistidas, respeitando e apoiando as iniciativas da Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde (MS), as opiniões científicas e pesquisas, respeitando o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem – COFEN.
Nesse momento mundialmente difícil, cuja pandemia o mundo está passando,
presenciamos equipes de enfermagem adoecendo e sobrecarregados de atividades em relação a carga horária de trabalho, experimentando sentimentos de ansiedade, tensão e dúvidas em relação à sua segurança profissional.
Os profissionais de enfermagem no mundo todo, diante dessa pandemia, estão
labutando e batalhando para oferecer às pessoas acometidas pela doença, segurança técnica, garantindo assistência, resolutividade e atuando integralmente com o objetivo de atender os pacientes, dispensando cuidados aos doentes, inserindo naturalmente abordagem biopsicossocial e holístico, com o propósito de conduzir a organização da assistência de enfermagem realizada pelos trabalhadores da área.
Para garantir a saúde mental dos trabalhadores que estão na linha de frente do
combate à pandemia e salvaguardar a qualidade da assistência, a missão mais
desafiadora dos últimos tempos, a intervenção a atenção à saúde mental torna-se um potente instrumento para auxiliar a gerenciar sentimentos de ansiedade, desespero, pânico e medo, na execução de suas ações.
No desenvolvimento de suas atividades, no cotidiano da pandemia, os
profissionais vivenciam diferentes cenários, quando os esforços positivos tendem a
mudar ao perceber o grande número de pacientes sob sua atenção solicitando a presença de familiares, este se esforça para ter uma resposta favorável, mas em períodos de isolamento social, isso os deixa entristecidos por esta solicitação não ser permitida e perceber que seus colegas estão adoecendo e ocupando os leitos que antes eram ocupados por pacientes que eles próprios cuidavam.
Ressaltamos a importância e valor terapêutico de um relacionamento positivo
entre enfermeiros, colegas de profissão e pacientes fragilizados pela doença,
compartilhando as esperanças, o amor, a vida, a solidão e o sofrimento, sentimentos esses muitas vezes invisíveis aos olhos de outros.
E agora? Quem cuida de quem cuida? Quem terá esse olhar diferenciado aos
profissionais da enfermagem? que privam-se estar no seio familiar, disfarçando suas inquietudes, bem como o cansaço físico e mental, sendo necessário a usar EPIs Equipamentos de Proteção Individual, como se fossem uma viagem à lua, que dificulta a respiração, ingestão de líquidos e alimentos nos intervalos permitidos, correndo o risco de desidratação devido à dificuldade de executar atividades ao uso de tais equipamentos,exaustos por dobrar horas de trabalho, procurando adaptar-se com as carências do sistema, encontrando um jeito de suprir as necessidades básicas dos pacientes, convivendo com óbitos e sem condições de prover as necessidades religiosas, de afeto, carinho e amor dos familiares.
Diante de tal situação, torna-se eficaz o enfrentamento dos fatores estressores
que a enfermagem passa na atualidade. Expressar seus sentimentos em momentos de dificuldades possibilita alivio das tensões. Sendo assim, temos que levar em consideração a comunicação terapêutica que é um importante método eficaz em situação de estresse no trabalho, o qual, torna-se um elemento de ajuda eficiente no compartilhamento de suas expectativas, anseios, sofrimentos e por outro lado, constitui o desenvolvimento de bem estar e conforto emocional.
Por fim, nesses momentos difíceis que a enfermagem mundial atravessa, parabenizamos as equipes de enfermagem do Estado do Acre, que meio à pandemia vem se dedicando e se destacando sem medir esforços na luta contra a propagação rápida e simultânea do covid-19 e na recuperação dos pacientes.

Como cita o último parágrafo do poema “Tornar-se”, escrito por Wanda de Aguiar Horta:
Um ser – Enfermeiro,
É dar de si mesmo
E com isto crescer;
É assumir um compromisso
E com ele amadurecer.


Enfermeiros membros da Comissão Técnica Permanente de Saúde Mental do Conselho Regional de Enfermagem do COREN- Acre.


Maria de Lourdes da Rocha Rosa
Tereza Jesus Canizo de Souza
Camila Daniel Mendon